Cirurgias

Prótese de Silicone


  Nos dias atuais, a cirurgia para o aumento das mamas, por ser um procedimento seguro e com resultado rápido, está entre as mais procuradas no consultório da maioria dos cirurgiões plásticos.

Para falarmos um pouco sobre ela, alguns conceitos básicos devem ser ditos: quanto ao formato das próteses, existem as redondas e as de formato anatômico (fig 1).
 
 
As primeiras são bem indicadas para pacientes que já possuem glândulas mamárias com algum volume. As anatômicas, por sua vez, dão resultados naturais e harmônicos nas mulheres magras e com pouco ou quase nenhum volume mamário.
 
A colocação das próteses pode ser feita por 3 vias de acesso: ao redor das aréolas; através da “dobra” da pele abaixo das mamas, ou pelas axilas, cada uma com sua indicação precisa (fig 2).
 
 
 
Para termos resultados com aparência natural, recomendamos próteses com o diâmetro semelhante ao das mamas (fig 3). Próteses maiores podem ser colocadas, porém, existe o risco de termos um resultado um pouco artificial, além de estrias nas pacientes com pouca glândula e sem nenhuma flacidez de pele.
 
 
Em relação à localização, elas podem ser postas sob as glândulas mamárias ou abaixo dos músculos peitorais (fig 4).
 
 
Quando colocadas abaixo das glândulas mamárias, a paciente deverá usar apenas um “soutien” específico no pós-operatório. Se forem colocadas abaixo dos músculos peitorais, além do “soutien”, recomenda-se uma faixa elástica no tórax acima das mamas aumentadas por cerca de 1 mês (fig 5).
 
 
 
Respeitadas as características particulares de cada paciente, o resultado será muito gratificante e animador, conferindo ganhos  estéticos marcantes e, conseqüentemente, elevando a auto-estima das mulheres que se submetem a este tratamento (fig 6).
 
 

Cadastre seu e-mail para receber artigos e informações sobre cirurgia plástica.

e-mail: cadastrar remover cadastro    OK